Posts Tagged 'Dostoievski'

L’Esprit d’Escalier – 3

Arco de Charcot. Um dos movimentos da Fase das Contorções.

(Em uma passagem de 2666, Moreti vai até um manicômio suíço para conhecer o famoso pintor inglês que, num acesso de fúria, cortou a própria mão e a expôs em um dos seus mais famosos quadros.

Bem, ele estava num manicômio e me veio a lembrança de que, quando ainda vagava em encontrar um objetivo para meu [eterno] projeto sobre as histéricas de Freud, fui no manicômio da minha cidade. É numa rua linda, calma, com casinhas iguais logo em frente e um parque ao lado, tipo o Jardim Botânico, só que muito menor.

Então fui até lá. Eu e toda minha carga de leitura sobre o assunto. Tinha lido a Grande Histeria, de Charcot. Os Casos Clínicos, de Freud. Vários artigos e livros de gênero. Entrei lá e me mandaram falar com a encarregada do arquivo. Os loucos andam soltos no manicômio, alguém me disse. Soltos naqueles corredores imensos, com chão de cimento e pés direitos que fazem sua cabeça dobrar até quase as costas.

Subi até a sala dela com um medo de filme de terror pensando que, a qualquer momento, um louco saltaria no meu pescoço. Cheguei ilesa e ela me pediu para esperar. Esperei, com minhas costas na parede bolorenta e os olhos na sala em frente, que era decorada com uma grande banheira. Eu sabia que a banheira, hoje inutilizada, servia para um dos mais queridos tratamentos contra a loucura: banho de gelo nas ideias. Hipotermia na loucura. Tortura com água gelada entrando nos pulmões.

Então fomos conversar: aqui está o arquivo. Você pode vir em tais e tais dias. Use luvas. Esses aqui não, mas esses aqui sim. Os historiadores gostam muito de pesquisar loucura, porque tem essa mulher que matou os dois filhos afogados e que é tema de estudo em muitas teses. Eles a adoram.

Sim, ela matou os dois filhos afogados. Matou e agora estava ali, sendo tema de projetos historiográficos. Perguntei mais sobre ela. A mulher do arquivo só soube me dizer: É calma. Na minha cabeça essa mulher vem sempre rindo. Ela veste um vestido estampado, está sentada e rindo. Rindo calma. O pintor louco de 2666 também é calmo e confidencia a Moreti porque decepou sua própria mão. Ele sussurra ao ouvido do italiano seu motivo irracional, bem no meio da noite fria dos Alpes.)


Olá.

Meu nome é Danielle Sousa. Sou a chata da turminha.

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 19 outros seguidores

Instagram

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.